Saiba como lidar com as inseguranças das crianças na escola

Saiba como lidar com as inseguranças das crianças na escola

Antes de decidir em qual escola matricular seus filhos, os pais fazem um intenso trabalho de pesquisa e conhecimento. Depois de pensar, refletir, conversar e ponderar, enfim vem a definição.

Mas, segundo Deyse Ford Racy Haddad, diretora da Tiny People Bilingual School, as dúvidas dos pais não param por aí. Ela explica que, neste momento, o importante é se manter seguro e confiar em sua intuição, afinal foi ela que o ajudou na hora da escolha.

O processo de adaptação dos pequenos requer cuidados especiais da escola e dos pais. As crianças ainda não possuem recursos internos suficientes para lidar com situações que não experimentaram anteriormente.

Assim, cabe aos pais e a escola, facilitar o ingresso da criança nesse novo mundo.

Confira algumas dicas que vão ajudar tanto os pais quanto as crianças no início deste processo.

1- Na mão dos pais: Muito do sucesso de uma adaptação sem traumas pode estar nas mãos dos pais. Desde a maneira como conduzirão o relacionamento com a escola, até a segurança que será transmitida, tudo se reflete na maneira como ela vai lidar com essa situação.

2- Despedidas: Despedidas duradouras e às vezes dramáticas ou carregadas de emoção, farão com que soe um alerta de perigo na cabeça da criança, uma vez que seus pais estão preocupados e ansiosos. Independentemente do comportamento delas, os pais devem procurar dar um tom leve e prático às despedidas. Difícil, não é? Mas é fundamental para que a criança perceba que não existe a opção de seu choro prolongar a permanência do pai ou da mãe na escola, o que só aumentaria a ansiedade da criança.

3- Permanência: Inicialmente, os períodos de permanência na escola devem ser curtos, aumentando gradativamente de acordo com a aceitação da criança. É importante ressaltar que neste período, a participação dos pais (ou outro responsável) junto a ela, facilita a exploração e a sua integração com o espaço físico e social da escola.

4- Confiança: É fundamental confiar na experiência da escola e de seus profissionais. Essa confiança é o primeiro passo para que a criança também se sinta segura no novo local.

5- Ambiente novo: O início da vida escolar é um acontecimento significativo para toda a família, que terá dois grandes desafios pela frente: o ambiente desconhecido e a separação da mãe. Na maioria das vezes, é com a entrada na escola que a criança começa a lidar com outros adultos que não seus pais nem familiares, por isso, ela deve sentir que o ambiente lhe oferece carinho, afeto e segurança, semelhante ao que sente em casa. O mundo da criança com sua família está apoiado em bases sólidas e confiáveis. Um mundo mais amplo a espera para acrescentar sua parte ao que ela já construiu como mode lo de vida.

E ainda vale mais uma dica da especialista. “ É fundamental que os pais estejam tranquilos com a decisão tomada e a escola feita. Tenham paciência e respeitem o ritmo da criança, pois cada uma tem seu tempo para se adaptar à nova rotina. Qualquer dúvida, perguntem e sigam a orientação da coordenação e direção da escola. Boa sorte!”, finaliza Deyse.

Fonte: O Tempo