Prefeito assina convênio para retomar financiamento de Pontos de Cultura

Prefeito assina convênio para retomar financiamento de Pontos de Cultura

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, e a secretária nacional da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, Ivana Bentes, assinaram nesta quarta-feira, 21 de outubro, um convênio para financiamento de 21 Pontos de Cultura no município.

A assinatura oficializou a retomada de financiamento público municipal para os Pontos de Cultura, já que, desde o ano de 2007, a Prefeitura de Campinas não abria edital de financiamento de projetos nesses locais.

Participaram da solenidade o diretor de cultura, Gabriel Rapassi, e representantes culturais de várias entidades, especialmente pontos de cultura. Entre estes, estavam Antonio Carlos, conhecido como TC, da Casa de Cultura Tainã; Alessandra Ribeiro, do Jongo Dito Ribeiro, e Marcelo das Histórias, do Ponto de Cultura Nina. Eles foram unânimes em reconhecer a assinatura do convênio como mais um passo importante para o fortalecimento da cultura campineira.

Os três representantes culturais também ressaltaram a relação saudável com a administração e a sensibilidade do governo para com com a temática cultural, fazendo com que Campinas seja referência de políticas públicas culturais.

“Nossa cidade tem muito o que comemorar, pois nossa militância cultural está ajudando a construir as políticas públicas importantes e leis como a Lei de Patrimônio Imaterial e a Lei Viva. Esse convênio é mais um passo importante para o fortalecimento do nosso coletivo cultural”, disse Alessandra Ribeiro.

O convênio é de R$ 1 milhão e 960 mil, sendo R$ 1,176 milhão do Ministério da Cultura e R$ 784 mil de contrapartida da Prefeitura de Campinas. Os recursos vão financiar projetos em 21 Pontos de Cultura.

O prefeito Jonas Donizette ressaltou a importância de valorizar a área cultural como ação de impacto positivo em outras políticas públicas como saúde, educação e convívio. Para ele, a ação é uma maneira de reconhecer a importância histórica das raízes culturais da cidade.

“Eu queria dizer da opção do nosso governo de valorizar a cultura, por acreditar que essa vertente de política pública ajuda a melhorar também o desempenho em outros setores, e nesta área estamos fazendo a diferença. Nosso compromisso é fortalecer e estruturar os pontos culturais, respeitando as diferentes raizes e diversidade”, declarou.

Para a secretária nacional da Cidadania e da Diversidade Cultural, Campinas dá um exemplo para o Brasil nas ações culturais em forma de movimentos sociais, por meio dos Pontos de Cultura. “Os Pontos de Cultura, que nasceram aqui em Campinas, são um novo movimento social Essa teia cultural possibilita que a sociedade atue como cogestora das políticas públicas”, afirmou.

Edital

Os 21 Pontos de Cultura que receberão financiamento serão selecionados por meio de edital. Dentre eles, será selecionado um Ponto com estrutura maior, conhecido como “Pontão”, que ficará responsável por apoiar e servir como referência aos demais. O objetivo é que todos os espaços trabalhem de forma integrada, sob acompanhamento da Secretaria Municipal de Cultura.

Para participar do edital do financiamento, os Pontos de Cultura deverão ter no mínimo três anos de existência,e oferecer atividades integradas à cultura, como comunicação, intercâmbio, saúde, direitos humanos, cultura popular e economia criativa.

As atividades podem incluir também temas referentes à infância e adolescência, circo, livro e leitura, memória e patrimônio cultural.

Fonte: Prefeitura Municipal de Campinas