Plataforma colaborativa mapeia atividades educacionais no Brasil

Plataforma colaborativa mapeia atividades educacionais no Brasil

O movimento Mundial da Educação lançou uma ferramenta colaborativa que reúne iniciativas educacionais nas cidades-sede da Copa do Mundo. A plataforma funciona com um banco de dados e facilita a troca de informações, uma vez que as ações podem ser facilmente replicadas em outras localidades.

O mapa é mais uma iniciativa do Mundial da Educação, um movimento que busca potencializar a experiência educacional no Brasil, levando o processo de ensino e aprendizagem para além das escolas, por meio da utilização de espaços com potencial educacional já existentes nas cidades.

A ferramenta possibilita que qualquer pessoa, escola ou organização cadastre suas ações educativas. Para isso, é necessário acessar o mapa e fazer login pelo Facebook ou Google. Depois, basta escolher a cidade e preencher o formulário com as informações sobre a atividade.

Periodicamente o Mundial da Educação lança convocações temáticas para engajar as pessoas na realização das atividades cadastradas. Até o momento, duas convocações foram realizadas. A primeira abordou a utilização das praças como espaços educativos e, a segunda, o futebol como prática em favor da educação. A cada convocação, um material com dicas e sugestões de atividades que podem ser desenvolvidas é disponibilizado para download.

Alguns exemplos de ações disponibilizadas na ferramenta mostram como o esporte e a educação podem contribuir para ressignificar a cidade e seus espaços públicos. Em Curitiba, lixeiras foram grafitadas e deram um novo colorido para as ruas. Em São Paulo, um mutirão ajudou a reformar carroças de catadores de material reciclável e a cidade aguarda a realização do Mundial de Futebol de Rua, evento que reunirá 24 países e promete movimentar a capital paulista.

O Mundial da Educação é resultado de uma parceria entre Catraca Livre, Imagina na Copa, Centro de Referências em Educação Integral, Todos pela Educação e Instituto Inspirare.

Fonte: GIFE