Novo modelo de Escola de Tempo Integral melhora índices do Ensino Médio em 26%

Novo modelo de Escola de Tempo Integral melhora índices do Ensino Médio em 26%

O Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp) de 2014 confirma que o Novo Modelo de Tempo Integral melhora a aprendizagem dos alunos da rede.

Implantado em 2012 no Ensino Médio, o sistema que ampliou a permanência dos alunos na escola e inovou na adoção de um currículo que dialoga com as necessidades da faixa etária resultou em uma ampliação de 26% dos índices. Em um ano, as 100 escolas avaliadas passam da média de 2,30 para 2,91.

No Novo Modelo de Escola de Tempo Integral, a jornada é de até nove horas, incluindo três refeições diárias. A metodologia foi implantada para os alunos do Ensino Fundamental em 2013 e os novos dados da Secretaria da Educação do Estado apontam que o avanço também ocorre nos Anos Finais do Ensino Fundamental. Neste ciclo, os números passam de 2,71 para 3,23, aumento de 19% entre as 110 escolas avaliadas.
Para avaliar os resultados, é calculado um índice para 2013 – que avalia o desempenho das escolas com e sem o modelo – e um indicador para 2014, quando as unidades todas já funcionam com o sistema implantado. As médias então são comparadas.
A estrutura do Novo Modelo conta com salas temáticas de português, história, arte e geografia, além de ambientes de leitura e informática. Na matriz curricular, os alunos têm orientação de estudos, prática de ciências, preparação acadêmica, para o mundo do trabalho, e auxílio na elaboração do seu Projeto de Vida, que consiste em um plano para o seu futuro.

“Temos a convicção de que ampliar a permanência dos jovens em contato com os estudos, com um currículo inovador e conceitos de formação de liderança, é um caminho de sucesso para a melhora do ensino”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald. “Por isso, ampliamos o modelo e trouxemos para os Anos Iniciais. Este ano, 75 escolas, sendo 17 delas do 1º ao 5º ano, estrearam a metodologia”, completa o professor.

Idesp geral 


O Idesp é um indicador da Educação que mensura a aprendizagem dos estudantes da rede. A média combina os resultados das disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa, obtidos no Saresp (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo), com taxas de aprovação, reprovação e abandono escolar. Os dados mostraram que avanço no Idesp das escolas com novo modelo de tempo integral também está em toda a rede.

idesp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com os novos números, o avanço no Estado paulista foi registrado nos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental, além do Ensino Médio. Na etapa entre o 1º e o 5º ano, o crescimento do índice foi de 20,2%, saindo de 3,96 registrado em 2010 para 4,76 aferido em 2014. No mesmo período, a média refrente ao 6º e 9º ano saiu de 2,52 para 2,62 (ampliação de 4%). Já no Ensino Médio, o Idesp foi ampliado em 7,2%, passando de 1,80 para 1,93.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado de São Paulo