Muito além da escola

Muito além da escola

Engajada em transformar a vida de seus alunos, a diretora Ruth Brasil da Silva, de 52 anos, cruzou as fronteiras de Nova Iguaçu e foi parar nos Estados Unidos.

No comando do Ciep 113 (Professor Waldick Pereira), no bairro Ouro Fino, a educadora ganhou o Prêmio Gestão Escolar 2015/ 2016, e viajou até o país norte-americano, onde conheceu experiências de gestão nos colégios locais.

— Eu me senti muito feliz de ver meu trabalho sendo reconhecido. Nos EUA houve uma troca de experiências interessante. Além de aprender sobre as práticas das unidades americanas, tive a oportunidade de divulgar o projeto da minha escola e falar dos nossos resultados — comemorou a diretora, que não é fluente em inglês e nunca tinha viajado de avião: — Não tive medo! — garante.

A iniciativa, realizada a cada dois anos pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), premiou 27 gestores de todo o país, reconhecidos por práticas escolares. O intercâmbio aconteceu em novembro do ano passado, na cidade de Minneapolis.

Chamado “Educar para transformar”, a proposta de Ruth permite que os estudantes reflitam sobre ética e relações interpessoais, por exemplo. Com 30 anos de magistério — 15 dedicados à direção do Ciep 113 — Ruth conta que o objetivo da proposta é tentar oferecer aos jovens uma janela aberta para novas possibilidades. Entre as iniciativas que a ação abraça está a “Ler é bom demais”.

— Conseguimos aumentar em 30% a média de alunos leitores com essa atividade, que estimula a relação com os livros. Acredito que, através da leitura, o aluno alcança o sucesso.

Fonte: O Globo