Futura mostra experiência de Claraval

Futura mostra experiência de Claraval

Dedicada a mostrar experiências bem-sucedidas em salas de aula, que visam o avanço do desempenho escolar de alunos em todo país, “Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas” chega ao município de Claraval, na próxima segunda-feira (15), às 20h.

Com 4.500 habitantes, a cidade detém expressivos resultados na educação. Suas 5 escolas municipais possuem excelência no ensino de matemática: 99% de aprendizado, no Ensino Fundamental I.

Neste episódio da série, cujo olhar é documental, o público vai conhecer a rotina de Maria Eduarda da Silva, de 11 anos, e de outros alunos, além de professores e da diretora Társia Cunha, da Escola Municipal Professor Joaquim Borges.

O colégio se destaca pela evolução no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica): passou de 4.2, em 2005, para de 8.3, em 2011, acima da média nacional de 4.9.

Maria Eduarda adora desenhar e tem como sonho ser estilista. Para ajudá-la neste futuro de formas, cortes e tecidos ela conta com a sua matéria favorita.

“A matemática ajuda na profissão de fazer roupa, saber quantos centímetros eu vou precisar, fazer a conta do quanto eu posso vender aquele vestido, que vai me dar lucro, essas coisas”, diz a menina.

Após exibição do documentário no canal Futura, o programa poderá ser assistido em www.destinoeducacao.org.br.

A série

Revelar histórias de sucesso de educadores, estudantes e famílias brasileiras que, apesar de um cenário muitas vezes adverso, encontraram soluções, dentro da escola, para despertar e manter vivo entre os estudantes o prazer de aprender, com resultados eficazes. Essa é a proposta do “Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas”, realizado pelo Futura em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) – Departamento Nacional.

O programa conta com consultoria do Todos pela Educação e da pedagoga e doutora em Educação Thelma Polon. A produção é da Cine Group com direção de Sergio Raposo.

A seleção das escolas considerou um conjunto de indicadores: o Ideb, o percentual de alunos com aprendizagem adequada, a desigualdade educacional no município e a contribuição da escola para a aprendizagem dos alunos, tendo em vista o nível socioeconômico.

A equipe do programa visitou escolas em 25 municípios brasileiros, das cinco regiões do país, que se destacaram como exemplos de transformação e educação básica de qualidade.

“Os documentários mostram soluções eficazes no ambiente escolar, fruto da união de forças entre as escolas e as famílias, voltadas para a melhoria do desempenho dos alunos. O desenvolvimento educacional deve ser uma preocupação de toda a sociedade, uma tarefa coletiva, tendo em vista que é fundamental para o progresso do país. O Futura e seus parceiros, ao mapear e compartilhar esses exemplos, visam contribuir para a multiplicação de boas ações na educação brasileira”, afirma Lúcia Araújo, diretora do Futura.

O diretor-superintendente do Sesi, Rafael Lucchesi, concorda com Lúcia Araújo. Ele lembra que a história do último século mostrou que a educação ajuda a determinar os destinos das nações.

“Ao que tudo indica, sua importância aumentará ainda mais na era do conhecimento. Se quisermos ter um país forte, precisamos de trabalhadores mais bem formados na educação básica, com habilidades de raciocínio lógico e preparados para aprender a aprender”, avalia Lucchesi.

Nesse sentido, a série de documentários é uma estratégia importante para divulgar boas experiências.

O programa apresenta, também, a visão de especialistas como o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep, Chico Soares; a educadora Beatriz Cardoso; e a coordenadora-geral do Todos pela Educação, Alejandra Velasco.

Fonte: Clic Folha