Fortalecimento de grêmios estudantis visa protagonismo dos alunos

Fortalecimento de grêmios estudantis visa protagonismo dos alunos

Ingrid Vogl

A criação e fortalecimento de grêmios estudantis, formados por estudantes e com o objetivo de representar seus interesses na escola, é uma das prioridades da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e também da Secretaria Municipal de Educação de Campinas.

Na rede estadual de ensino de Campinas, as eleições para a formação de grêmios estudantis ocorreram nos dias 13 e 14 de abril. Durante o processo eleitoral iniciado no mês anterior, os alunos escolheram representantes nas salas de aula e formaram grupos para a organização do processo eleitoral. Os professores foram os responsáveis por promover reuniões para informar os alunos sobre as funções de cada membro do grêmio.

De acordo com as regras determinadas pela comissão eleitoral, houve campanha eleitoral e apresentação das propostas e projetos para a melhoria da unidade de ensino. Após este processo, as eleições ocorreram na primeira quinzena de abril, posteriormente os vencedores foram divulgados e houve a posse da diretoria gremista de cada escola.

Emily Mayre de Aguiar Miranda, 15 anos e aluna do 2º ano do ensino médio na Escola Estadual Orlando Signorelli, no DIC VI em Campinas, passou por todo processo eleitoral e tomou posse no dia 15 de abril, juntamente com os membros de sua chapa, denominada Democracia por Interesses Comuns Sociais (DITS). Segundo ela, o trabalho do grêmio estudantil começou imediatamente e algumas simples e importantes mudanças já foram conquistadas, como melhorias nos banheiros e a garantia de água gelada para os alunos.

“Iremos colocar uma urna no pátio para que os alunos opinem sobre melhorias na escola. Temos muitas mudanças para realizar e a melhor forma de fazer isso é por meio dos grêmios, porque podemos ouvir os alunos e a direção”, disse Emily.
Fortalecimento

Segundo Antonio Admir Schiavo e Nivaldo Vicente, dirigentes das Diretorias de Ensino Campinas Oeste e Leste, respectivamente, houve orientação aos diretores e professores mediadores para que estimulassem a criação dos grêmios nas escolas onde eles não existiam. Foram feitas formações e houve a disponibilização de materiais físicos e online para que todo o processo de eleição e formação dos grupos fossem incentivados.

“A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo pretende incentivar a atuação dos grêmios dentro do projeto do atual Secretário da Educação, que tem se reunido nas diferentes Diretorias de Ensino com os alunos dos grêmios em todo o Estado. Aqui em nossa Diretoria pretendemos realizar um encontro com os grêmios ainda neste semestre letivo”, afirmou Admir Schiavo.

Os responsáveis pelas Diretorias de Ensino de Campinas são unanimes em afirmar que os Grêmios são essenciais dentro das comunidades escolares como indutores do protagonismo dos jovens. Porém, ainda não há um número total de escolas estaduais de Campinas que constituíram e estão atuando com os grêmios estudantis.

“O grêmio é a primeira forma de participação cidadã dos alunos, portanto de importância imprescindível na sua formação. O objetivo deste colegiado é torná-los protagonistas de suas ações e contribuir para a formação de cidadãos conscientes, críticos e participativos”, avaliou Nivaldo Vicente.

A Secretaria Municipal de Educação também tem uma ação que visa estimular a criação de grêmios estudantis nas 41 escolas municipais de ensino fundamental de Campinas. Para isso, professores de 16 escolas estão participando de formações que visam a criação e o fortalecimento dos grêmios. Posteriormente, profissionais das demais escolas municipais também passarão pela formação.