Estudantes deixam última escola estadual ocupada em Campinas, SP

A Escola Estadual Ruy Rodriguez, de Campinas (SP), foi desocupada na madrugada desta terça-feira (8). De acordo com a vice-diretora da unidade, Márcia Beffa, os alunos deixaram o colégio por conta própria por volta das 4h, e uma reintegração por parte da Polícia Militar aconteceu às 6h, quando a escola já estava vazia. (veja vídeo acima)

A unidade foi ocupada na manhã de segunda-feira (7) por cerca de 90 alunos que protestavam contra proposta do governo para reforma do ensino médio e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos públicos.

Policiais Militares entraram na escola com cassetetes e escudos de proteção. De acordo com a vice-diretora, foi registrado um boletim sobre a ocupação ainda na segunda, e os alunos já estariam sabendo que haveria uma reintegração nesta manhã.

“Provavelmente chegou até eles que haveria a reintegração, ou eles desconfiaram de algo. Nesta madrugada eles deixaram a escola”, explica Márcia.

A unidade foi encontrada em ordem após a ocupação, segundo Márcia. “Nisso eles são bacanas, não estão destruindo no momento em que ficam aqui, não estão praticando vandalismo. Andamos pela escola toda, de sala em sala de aula, olhamos as salas administrativas, e está tudo em ordem”, conta.

Ocupações
Esta foi a segunda vez que a Ruy Rodriguez foi ocupada por estudantes contra a reforma proposta pelo governo. No dia 24 de outubro, um grupo com pelo menos 15 alunos ocupou a unidade.

No dia 27, a Polícia Militar desocupou essa e outras duas escolas de Campinas, e levou os estudantes a unidades de polícia para prestar depoimentos e fazer o registro da ação.

A Secretaria Estadual de Educação confirmou que a Escola Estadual Ruy Rodriguez foi desocupada durante a madrugada, e que os próprios alunos deixaram o prédio. A Secretaria ainda informou que as aulas devem ocorrer normalmente a partir do período da tarde, e que o conteúdo perdido durante a ocupação será reposto.

Fonte: G1