Estado pede apoio do MEC para criar 30 escolas de tempo integral

Estado pede apoio do MEC para criar 30 escolas de tempo integral

Luiz Fernando Toledo

São Paulo – Em meio à crise econômica do País, a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo solicitou ao Ministério da Educação (MEC) apoio financeiro para transformar 30 escolas do Estado no modelo de tempo integral (PEI). Hoje, a rede tem 532 unidades nesta modalidade, em que os alunos passam oito horas na escola e os professores, que têm dedicação exclusiva, ganham 75% a mais nas gratificações.

As escolas ainda não foram selecionadas. O governo estadual vai esperar a confirmação do ministério e, então, buscar as unidades que tiverem interesse em aderir ao modelo de tempo integral.

O pedido foi feito pelo secretário José Renato Nalini em conversa com o ministro da Educação, Mendonça Filho, na última semana. O valor do apoio financeiro vai depender das unidades que vão aderir ao PEI – a cada novo aluno, o custo sobe R$ 2 mil. Neste ano a pasta inaugurou 39 colégios neste modelo, mas não há garantia de que novas unidades sejam criadas até o fim do ano.

Essa é mais uma tentativa de Nalini em busca de apoio de fora para a rede. Em agosto, reportagem do Estado mostrou que a pasta busca auxílio de empresários e instituições como a Igreja Católica e a OAB para que “adotem” escolas públicas. Já existem pelo menos 160 colégios, municipais e estaduais, que hoje recebem recursos de empresários para complementar o orçamento – a maior parte para formação de professores e apoio de gestão. “Queremos chamar a sociedade para participar da educação. Está na Constituição: a Educação é dever do Estado, mas também da família e da sociedade”, disse o secretário.

O Estado procurou o ministério, mas não obteve retorno até às 18h50.

Fonte: O Estado de São Paulo