Escolas municipais abrem suas portas para a comunidade

Escolas municipais abrem suas portas para a comunidade

Para apresentar o trabalho desenvolvido durante o ano de 2014 e reforçar o vínculo com a população, três escolas municipais abriram suas portas para participação da comunidade nesta semana.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Oziel Alves Pereira, do Parque Oziel, na região Sul, abriu seu espaço com uma mostra cultural que incluiu apresentações de dança, exposição de artesanatos, oficina de bonecas e outras atividades.

No evento, pais e alunos, além de outros moradores da comunidade, também puderam se inteirar do trabalho pedagógico desenvolvido este ano na instituição.

Segundo o diretor Aziz Júlio Salles Ramos, o evento constitui-se num momento de interação da escola com a comunidade. De acordo com ele, para além do papel pedagógico, a instituição de ensino também desempenha a função de promover ações que contribuam para o desenvolvimento humano das populações no entorno e que buscam conscientizar os moradores sobre a importância da Educação e do papel da escola.

A Emef Oziel conta com 1.188 alunos.

O Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Marília Martorano Amaral e a Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) Professora Hermínia Ricci, que funcionam no mesmo espaço, na rua dos Papagaios, 60, na Vila Padre Manoel de Nóbrega, na região Noroeste de Campinas, também abriram suas portas para a população esta semana.

A programação do que eles chamaram de “Semana de Artes” incluiu atividades como oficinas de pinturas, mostra de fotos e filmes e até um piquenique com as famílias.

Segundo a diretora da Cemei Marília, Helena Weiss Gonçalves, é fundamental que a comunidade participe, conheça e interaja com a escola. Para ela, este tipo de trabalho torna a instituição melhor, na medida em que faz com que as pessoas se apropriem do espaço e tornem-se mais participativas.

As duas escolas juntas reúnem mais de 500 alunos.

No Jardim São Marcos, região Norte, a Emef Padre José Narciso Vieira Ehrenberg promove nesta sexta-feira, dia 7 de novembro, o dia todo, e amanhã, sábado, dia 8, até o meio-dia, o 5º Festival de Música e Dança com o tema Regiões do Brasil.

“Queremos trazer a comunidade para o espaço da escola, que está inserida num território vulnerável. A maioria dos pais e responsáveis pelas crianças trabalha fora e no cotidiano não tem a oportunidade de vir à escola. Queremos mostrar o trabalho pedagógico e reforçar o vínculo, além de dar a oportunidade para que os alunos conheçam outras culturas, que é motivo da escolha do tema do festival”, diz a diretora Valéria Santucci.

O evento será encerrado amanhã com a apresentação de um grupo de samba. A Emef Padre José Narciso reúne 500 alunos em três períodos.

Para o secretário interino de Educação, Júlio Moreto, a escola tem que, cada vez mais, abrir seus espaços para a comunidade. “Já há alguns anos promovemos estes momentos para que a escola apresente o trabalho desenvolvido, como se fosse um balanço. Queremos aproximar as famílias, até para que elas participem do nosso trabalho”, diz.

Fonte: Prefeitura Municipal de Campinas