Escola e professor têm boa avaliação entre estudantes e pais, diz Datafolha

Escola e professor têm boa avaliação entre estudantes e pais, diz Datafolha

Rivaldo Gomes/Folhapress
PAULO SALDAÑA
DE SÃO PAULO

A maioria dos alunos e pais tem uma boa avaliação sobre o que se aprende na escola. O preparo dos professores tem índices menores de aprovação, sobretudo entre alunos de escolas públicas, mas a tendência também é positiva.

De acordo com pesquisa Datafolha, 49% dos estudantes entende que “a maioria das coisas” que aprende na escola são úteis para a vida, “mas algumas não”. Outros 34% indicam que tudo que se aprende na escola é útil. Entre os pais, 47% opina que tudo que se aprende na escola é útil, enquanto 38% diz que a maioria.

A opção que indicava que a “maioria” das coisas aprendidas na escola não são úteis aparece com 16% entre alunos e 14% dos pais. Só 1% dos alunos dizem que nenhum aprendizado na escola é útil (e zero entre os pais).

O Datafolha ouviu alunos do 8º e 9º ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio, além de pais com filhos nesses anos. A pesquisa foi realizada na cidade de São Paulo.

Dos entrevistados, 80% estudam na rede pública e o restante, em escolas particulares. A proporção segue o registro de matrículas em São Paulo.

A avaliação da escola é diferente entre alunos das duas redes, embora a tendência seja a mesma. Um percentual pouco maior de alunos de escolas públicas, por exemplo, indica que tudo que aprende na escola útil, mas a avaliação da escola é pior.

Datafolha – Opinião sobre escola

A escola em que estuda recebe avaliação como ótimo e bom de 55% de estudantes da rede pública; 36% acham regular. Para alunos de escolas privadas, 91% acham ótimo e bom e 9% regular.

Para Anna Helena Altenfelder, do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), a pesquisa mostra uma visão divergente do senso comum. “Tem uma fuga do senso comum, de que aquilo que se aprende na escola não é útil ou desconectado da vida”, diz. “A gente vê que os estudantes, de algumas maneira, veem utilidade para sua vida e que realmente a escola faz diferença e promove acesso a bens culturais que não são comuns no cotidiano.”

Quando a pergunta é sobre professores, também há uma diferença entre quem está na escola pública e privada. A alternativa “todos os professores são bem preparados para transmitir o conteúdo” recebe 24% de concordância dos alunos de escolas públicas e 46% do estudantes de unidades particulares.

Pais são mais otimistas, embora também haja uma diferença dependendo do tipo de escola em que os filhos estudam. Dos que têm filhos em escolas públicas, 33% afirmam que todos os professores são preparados; 49% dos pais que mantêm filhos na rede privada opinam dessa maneira.

Fonte: Folha de São Paulo