Ensino Integral de SP dá aulas para criança lidar com emoções

Ensino Integral de SP dá aulas para criança lidar com emoções

A Secretaria da Educação do estado mantém uma grade inovadora nas escolas da capital e interior que estrearam em 2015 no programa de tempo integral.

As unidades que atendem crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental oferecem, além das disciplinas regulares previstas na base curricular, aulas pioneiras como ‘Educação Socioemocional’, ‘Assembleia’, ‘Linguagem Artística’ entre outras. Nas aulas de educação socioemocional, por exemplo, programadas para uma vez por semana, os professores são capacitados com base em uma metodologia de Universidade de Stanford (EUA).

O método propõe dinâmicas e brincadeiras que estimulam a boa convivência com a diversidade, respeito ao próximo, reconhecimento das potencialidades e também formas de lidar com sensações de estresse, frustração, alegria, entre outros. Desde o início do ano, já é possível identificar diminuição de casos de indisciplina, maior vínculo entre aluno e professor e crianças com comportamento mais engajado.

A educação socioemocional faz parte de uma metodologia que estabelece que a alfabetização seja conduzida com a oferta de atividades pedagógicas lúdicas que incentivam desde cedo o desenvolvimento de um projeto de vida, da iniciação científica, da música e do teatro e da formação de lideranças.

Os conteúdos, articulados à língua portuguesa, matemática e ciências, fortalecem o desenvolvimento de habilidades e a autonomia entre os participantes. “O Novo Modelo de Tempo Integral coloca em prática um currículo inovador que está alinhado às necessidades contemporâneas e ao novo papel desempenhado pelas escolas. A experiência nas 17 unidades pioneiras servirá para expandir as estratégias de êxito as outras escolas da rede”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald. A implantação do modelo integra os planos da secretaria em ampliar a permanência das crianças e dos jovens nas escolas. / Agências

Fonte: DCI