Creche dispensa crianças do integral por falta de funcionário em Campinas

Creche dispensa crianças do integral por falta de funcionário em Campinas

Uma creche do Jardim Itajaí 4, na região do Campo Grande, está dispensando as crianças do período integral mais cedo por falta de funcionários, em Campinas (SP). A denúncia foi feita pela mãe de um aluno do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) ‘Deputado João Herrmann Neto’. A Prefeitura admite o problema, mas afirma que a situação só será resolvida em abril.

O filho de Daniela Camargo tem 1 ano e oito meses e precisa ficar o dia todo na Cemei para que ela possa trabalhar. No entanto, segundo a mãe, no dia 4 de fevereiro, quando às aulas retornaram, ela descobriu que precisaria buscar a criança todos os dias às 13h. “Eles disseram em uma reunião que a gente teria que buscar os filhos nesse horário porque estava faltando monitor no período da tarde”, afirma.

Explicações

Indignada, Daniela foi pedir explicações sobre quando o problema seria resolvido. A mãe contou ao G1 que foi informada que a situação seria normalizada no final do mês de fevereiro. “Eles me disseram que faltam 19 monitores e está dependendo de um concurso público. E, também, que isso só será resolvido no final do mês”, afirma.

Enquanto a solução não chega, ela e o marido se revezam em uma escala para cuidar do filho no período da tarde. “Na segunda-feira, por exemplo, eu tive que faltar do trabalho para ficar com ele”, conta a mãe.

Só em abril

A Secretaria de Educação confirma que o filho de Daniela está matriculado em período integral e portanto, deveria ficar na parte da tarde na creche. No entanto, segundo a pasta, ele, juntamente com os demais alunos da Cemei, estão sendo dispensados às 13h devido à falta de agentes de educação infantil.

O motivo para a falta de monitores, de acordo com a Prefeitura, se deve ao atraso na finalização do concurso para agentes de educação infantil. Ele deveria ter sido concluído no dia 10 de fevereiro, mas foi adiado devido a problemas no envio dos recursos contra as etapas anteriores da seleção.

No entanto, a Secretaria de Educação ressalta que o problema acontece apenas nesta unidade, já que não recebeu mais nenhuma reclamação de falta de monitores em outras creches e afirma que até abril a Cemei terá o quadro completo de funcionários.
Até lá, de acordo com a pasta, Daniela e as outras mães terão que continuar buscando os filhos do período integral às 13h.

Concurso

A Prefeitura de Campinas e a Cetro Concursos adiaram a classificação final e a homologação do concurso para o cargo de agente de educação infantil na terça-feira (10). A nova data deverá sair até o dia 20 de fevereiro, segundo a administração municipal.

De acordo com a Secretaria de Recursos Humanos, como houve um problema com o prazo para o envio de recursos referentes às notas das provas títulos, foi preciso também ampliar a data do resultado final, para assim ter mais tempo para analisar os documentos.

Na primeira fase do concurso, no dia 7 de dezembro, houve tumulto na aplicação da prova. Faltavam fiscais e houve atraso. Após as polêmicas e falhas, a Prefeitura reconheceu o problema e o teste foi suspenso. Um outro certame foi realizado no dia 11 de janeiro.

Fonte: Portal G1