Câmara recebe professores de todo o Brasil para treinamento

Câmara recebe professores de todo o Brasil para treinamento

A Câmara dos Deputados começou nesta segunda-feira (31) mais um programa Missão Pedagógica no Parlamento, um curso sobre educação para democracia destinado a professores dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas de todo o Brasil.

Participam do curso 54 professores que querem aprender sobre o funcionamento das instituições como estratégia para valorizar a democracia. Essa é a quinta edição do Missão Pedagógica, que teve nesse ano 1.701 inscritos com 216 professores escolhidos para um curso à distância e dois selecionados por estado para virem à Câmara.

Durante a abertura, o primeiro secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), disse que além de capacitar os educadores, a Casa também deve aprender com suas experiências em cada município de onde saíram. “Tem professores do Brasil inteiro e eles vão passar uma semana inteira, não só conhecendo Brasília em maior profundidade, mas conhecendo a Câmara dos Deputados, como ela funciona, as suas atividades, que eu acho que são coisas muito importantes.”

Mansur acrescentou que “a Câmara e essa estrutura toda tem um respeito muito grande pelos educadores, porque sem educação não temos futuro melhor no Brasil”.

Aplicação dos projetos
Para Ana Paula de Faria, uma das coordenadoras do Missão Pedagógica, um dos resultados é que professores e coordenadores elaboram um projeto ao participar do programa. Esse projeto pode ser implementado nas escolas. “Quando os professores vêm para Brasília, eles têm o compromisso de desenvolver um projeto de educação para a democracia que seja aplicada na escola.”

Segundo a coordenadora, ao longo do ano são feitas avaliações e solicitações para que os resultados dos projetos sejam implementados. O programa registra o histórico de projetos que foram aplicados nas escolas. “Nós acompanhamos por seis meses a um ano, e muitos projetos saem do papel. Além disso, propomos que a democracia deve ser utilizada na escola, o que muda a cultura”, disse.

Fabrício Colombo, professor de História em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), já aplica em sua escola um projeto em que os alunos elaboram democraticamente o código de conduta. Para ele, as informações do Missão Pedagógica podem ajudar a mudar a relação das novas gerações com a política. “Pode parecer incrível, mas a maioria das pessoas, principalmente os estudantes jovens, não tem muita noção de como funciona a democracia, e como as instituições do nosso Estado funcionam. Minha expectativa é aprender mais sobre isso, para poder transmitir isso dentro da escola. Para aumentar o conhecimento deles, que é muito precário, e gerar interesse dos alunos”, disse.

O treinamento prossegue até a próxima sexta-feira (4) , nas dependências do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor) e em plenários de comissões.

A próxima edição do programa Missão Pedagógica no Parlamento deve ter inscrições abertas entre o final deste ano e o começo de 2016.

Fonte: Câmara Notícias