Escola municipal integral funciona apenas em um período

Escola municipal integral funciona apenas em um período

Sarah Brito

Professores da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Caic Zeferino Vaz, localizada na Vila União, protestaram nesta sexta-feira (6) contra a falta de profissionais e infraestrutura na escola, que tem grade curricular integral. No entanto, sem servidores, a escola está funcionando apenas no período da manhã. Um cartaz colado na entrada da unidade avisa aos alunos do horário: das 8h às 12h30.

Segundo o professor Vitor Pelegrin, a Prefeitura não dispõe de condições mínimas para efetivação do projeto de grade integral. “Começamos as aulas em meio período, com saída meio dia e meia, devido à falta de professores e necessidade de replanejamento. Os alunos precisam de atividades variadas, pois é um período maior na escola. E não temos como oferecer”, disse.

Funcionamento precário

O atendimento em período integral foi implantado no ano passado na escola, mas, segundo os professores, funcionou de forma precária. Esse ano, ele deveria ser retomado, mas isso não ocorreu.

Os professores também cobram a contratação de professores, que faltam no quadro, de funcionários e equipe gestora, além de adequação do horário de saída dos alunos. “De 30% a 40% dos professores saíram por falta de condições. Faltam hoje 20 profissionais na escola. Quatro salas de alunos do Ensino Fundamental estão sem professor de geografia”, disse Pelegrin.

Outro lado

Em nota, a Secretaria de Educação informou que a Escola Fundamental Professor Zeferino Vaz Caic vai receber mais dez professores ainda no mês de março. Esses profissionais foram convocados a partir de concurso público. Atualmente, a escola possui 40 professores e 764 alunos.

A Administração informou também que “tem empenhado esforços para que todas as unidades municipais de Educação sejam supridas com recursos humanos necessários”. Segundo a Prefeitura, do último concurso, estão sendo convocados 273 agendes de Educação Infantil e 195 professores e especialistas de Ensino Fundamental.

Ampliação em cinco escolas

Cinco escolas da Prefeitura de Campinas têm implantado o período integral. Na primeira fase, foram as escolas municipais de Ensino Fundamental (Emef) Padre Francisco Silva, na Vila Castelo Branco, e Professor Zeferino Vaz (Caic), na Vila União. Neste ano, mais três escolas foram anunciadas como integrais: Raul Pila, no Jardim Flamboyant; João Alves dos Santos, na Vila Boa Vista, e Padre Avelino Canazza, na Vila Formosa.

No próximo ano, a expectativa é que mais cinco unidades estendam o horário para o período integral. No total, as escolas integrais atendem 3 mil alunos. As outras 39 que o município mantém ainda não possuem o período.

Fonte: Grupo RAC de Comunicação